terça-feira, novembro 11, 2008

A DIVA DOS ANDES

Nossa homenagem a Yma Sumac, enigmática e magnífica contralto peruana que encantou o mundo, recentemente falecida aos 86 anos. Com sua voz, era capaz de emitir notas agudíssimas que soavam como o canto dos pássaros e graves que iam abaixo da tessitura de um baixo. Possuía uma extensão vocal extraordinária de 5,2 oitavas, o que significa que podia interpretar todos os papéis de uma ópera, tanto femininos como masculinos.

Nascida Zoila Augusta Emperatriz Chavarri del Castillo em Cajamarca, Perú; sua estória é envolta em lendas e mistérios. Diz-se descendente direta do Inca Atahualapa – fato atestado pelo governo peruano – e jamais estudou canto formalmente. Aprendeu a cantar nos bosques andinos imitando a voz dos pássaros. Rege a lenda que ao cantar nos Andes, ficava rodeada de pássaros que a admiravam como uma platéia.
Trocou o nome para Yma Sumac (que significa garota bonita em quechua) quando começou a cantar nos Estados Unidos e conseguiu contrato com a Capitol Records, mudando-se para Hollywood. Na época, fazia sucesso outra cantora latina, Carmen Miranda, com seu estilo exótico, e Yma Sumac ingressa numa vertente paralela, destinada a satisfazer o gosto do público norte-americano com imagens idílicas das selvas da América do Sul e do passado misterioso do Império Inca. Pode-se dizer que ela se tornou uma estrela hollywoodiana aliando o exotismo de seu canto raro a um visual “hipnótico”. Diziam dela: “sua voz lembra um pássaro ou um terremoto”.
Ao ouvir a diva do Lounge, Yma Sumac, estamos entre o inferno e o paraíso, em tons de mambo. Virgens do deus Sol, macacos, cataclismos, criaturas das florestas, fazem parte do imaginário impronunciável, cantado pela diva da música exótica. Yma Sumac ou Zoila Augusta Emperatriz Chávarri del Castillo é um ícone máximo da música, virou Cult a partir dos anos 80, tem comunidades no Orkut e que convêm ser relembrada ou descoberta.

Para ver Yma Sumac: http://br.youtube.com/watch?v=G-6eKroZeIg&feature=related - como “Kori-Tica” em um filme technicolor da Paramount, “Secret of the Incas” (1954), ao lado de Charlton Heston e Robert Young

Nenhum comentário: