quarta-feira, outubro 22, 2008

HORS-CONCOURS

Um top five hors-concours ... cinco misses Universo reunidas na Miami Beach dos anos 60. A questão aqui não é classificar e sim admirar. Cada uma tem seus admiradores em particular, mas no conjunto marcaram uma era do concurso e só trazem boas recordações. Da esq. para dir.: Ieda Maria Vargas, Gladys Zender, Luz Marina Zuloaga, Akiko Kojima e Norma Nolan.

5 comentários:

J. Botafogo disse...

Olá Alberto, fizeste uma boa colocação: "a questão não é classificar..." Todas são lindas e vencedoras nos seus respectivos anos. Uma pequena amostra de um passado glorioso, em que os concursos sem as parafernálias de hoje, e recursos estéticos, escolhiam mulheres lindas, que se fizermos uma restrospectiva, vamos constatar: o corpo de jurados dificilmente errava, as mais belas e com garra para cumprir o programa que lhes era exigido, saiam vencedoras.
Abraços.

EVANDRO SILVA disse...

Caro moderador,
A seqüência da esquerda para direita: Ieda Vargas, Gladys Zender, Luz Marina Zuluaga, Akiko Kojima e Norma Nolan. Parabéns pelo excelente Blog! Abraços

Vera Lúcia disse...

Achei linda essa foto, ainda não conhecia.
E pedindo licença ao Alberto, não posso deixar de manifestar aqui a minha alegria em "ver" as minhas duas inspirações no que diz respeito a concursos de misses: J. Botafogo e Evandro Silva. É com vocês que aprendi e continuo aprendo todos os dias a dar minhas opiniões e a gostar mais desse assunto tão encantador.
Alberto, parabéns pelo Blog.
Abraços a todos.

Anônimo disse...

O que acrescentar? As belezas falam por si. Botafogo foi claríssimo em seu comentário. Como é bom encontrar vocês aqui, também! Abraços, JA

MÁRCIO LANDIN disse...

Ficmos honrados por trabalhos que preservam a memória do Brasil como este. Nós, que pertencemos a outras gerações, aprendemos com os comentários e com trabalhos similares a admirar essa época de Ouro do MU. Misses inegavelmente belas e ótimas escolhas. Falta-nos copiar isso na Organização Brasil atual. Na foto, vemos uma diversidade de países. Falta-nos diversidades estaduais, como outros desses países na escolha da representante da beleza brasileira, porém treinadas para um papel relevante como divulgadora de seu País pelo Mundo.